Saiba 

Mais

Cartão Cash Passport Travel Money - Seguro, Conveniente, Recarregável.

O Cash Passport TravelMoney é um cartão recarregável em dólar americano, euro ou libra, que oferece a segurança dos traveller cheques e a conveniência dos cartões eletrônicos

Segurança: Protegido por senha e assinatura no verso do cartão.

Conveniência: Fácil acesso aos fundos do seu cartão.

Controle: Controle o seu orçamento e evite cobranças inesperadas

Com ele, você terá maior comodidade na hora de pagar despesas, poderá fazer saques na moeda local e ainda terá a tranqüilidade de assistência imediata em caso de perda ou roubo, onde você estiver.

O cartão funciona como um cartão de débito normal, e pode ser utilizado nos milhares de estabelecimentos e caixas automáticos espalhados pelo mundo.

Para saques em espécie, nos terminais, você paga apenas uma pequena taxa de 2,50, de acordo com a moeda de emissão do cartão.

Para utilização como cartão de débito, nos estabelecimentos, NÃO é cobrada nenhuma taxa.

IMPORTANTE: Operações com estabelecimentos comerciais e saques em caixas eletrônicos em moeda diversa da moeda do cartão serão convertidos para a moeda do cartão com uma taxa de câmbio determinada pela MasterCard no dia em que a transação for processada, com acréscimo de 5,5%.

Cartão Cash Passport Travel Money - Seguro, Conveniente, Recarregável.
  • Escolha o melhor dia para comprar seus Dólares, Euros ou Libras;

  • Você pode recarregar seu cartão à distância, através de depósito ou transferência bancária para uma de nossas contas correntes;

  • Em caso de perda ou roubo do cartão, a Central de Atendimento Internacional Mastercard providenciará a reposição. O serviço é oferecido 24 horas e as ligações são gratuitas;

  • Caso você não utilize o valor total pré-armazenado em seu cartão, quando retornar de viagem poderá sacar o valor residual em reais nos caixas automáticos da rede Mastercard do Brasil ou no escritório da Fair Câmbio onde você adquiriu o cartão.

Quem pode enviar ou receber dinheiro? - Brasileiros, estrangeiros residentes, estrangeiros não residentes (apenas receber) e maiores de 18 anos.

Para quem se pode enviar dinheiro? - Para qualquer pessoa física.

Para onde se pode enviar dinheiro? - Para mais de 200 países e territórios onde a Western Union está disponível. Não é possível enviar uma transferência de dinheiro doméstica no Brasil, apenas entre países.

É necessário ter conta bancária para enviar dinheiro? - Não. Você pode enviar dinheiro sem precisar de uma conta bancária. Como remetente você fornece os dados da operação, apresenta um documento de identificação e paga a taxa de envio.

A pessoa que recebe o dinheiro tem que pagar alguma coisa? - Não. Todos os custos estão incluídos no envio do dinheiro.

Este serviço é seguro? - Enviar recursos através da Western Union é muito seguro. A Western Union oferece mais de 150 anos de tradição em serviços de transferência de moeda. Todas as transações podem ser rastreadas através do número de identificação (MTCN).

Este serviço é rápido? - Uma das maiores vantagens é a rapidez. Após efetuar a transferência nas agências conveniadas, você ou sua família poderão retirar o dinheiro em alguns minutos, dependendo apenas do fuso horário entre os países e os horários de funcionamento das agências envolvidas. As agências FAIR funcionam das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta-feira, exceto feriados.

Onde encontro a lista de agentes no exterior? - link com lista

NATUREZAS DE ENVIO
  • Manutenção – prover recursos a brasileiros que estão fora do país ou de estrangeiros que dependem de indivíduos residentes no Brasil.

  • Programas educacionais, científicos ou culturais – prover recursos a brasileiros que estão temporariamente fora do país participando destes programas.

  • Despesas relativas a negócios, serviços ou treinamentos.

  • Emergências em viagens ao exterior.

O SISCOSERV controla os dados referentes à compra e venda de:

Serviços: Onde normalmente ocorre uma manifestação física de uma pessoa prestando de serviço para outra.

Intangíveis: Quando não há manifestação física, quando se transfere algo a alguém.

Outras operações: Operações mistas (produto e serviço), financeiras, arrendamentos, franquias, factorings, etc.

1. O que é?

É um novo sistema criado pela RFB e pela Secretaria de Comércio Exterior do MDIC no qual os contribuintes residentes no Brasil precisam informar todas as suas transações de compra e venda com residentes no exterior que não envolvam produtos, pois para estes já existe o Siscomex. Em alguns casos os SERVIÇOS informados no Siscomex deverão ser informados também no Siscoserv.

2. Por que foi criado?

Em 2012 o Brasil transacionou mais de cento e vinte bilhões de dólares em serviços com um déficit de aproximadamente quarenta e um bilhões na balança comercial.
Isto já é suficiente para fazer com que o déficit dos serviços seja superior ao superávit dos produtos, fazendo com que o Brasil gere mais empregos no exterior justamente na área mais sensível de nossa economia, responsável por dois terços do nosso PIB.
Portanto, apesar de o Siscoserv trazer um trabalho grande para as empresas inicialmente, a sua criação é questão de sobrevivência do Brasil no mercado internacional e uma esperança para a preservação dos empregos de maior valor agregado no Brasil.

3. Quem é obrigado?
Deverão efetuar o registro no SISCOSERV todas as pessoas físicas, jurídicas e outras entidades residentes ou domiciliadas no Brasil que tenham operações com residentes ou domiciliados no exterior, envolvendo serviços, intangíveis e outras operações que produzam variações no patrimônio das entidades, inclusive operações de importação e exportação de serviços.

4. Como funciona?
O Siscoserv é composto por dois Módulos: Venda e Aquisição.
Cada módulo contém os modos de prestação de serviços identificados segundo a localização do prestador e do tomador, conforme estabelecido no Acordo Geral sobre Comércio de Serviços da OMC (GATS). São os seguintes:

Módulo Venda:
Modo 1 – Comércio Transfronteiriço
Modo 2 – Consumo no Brasil
Modo 3 – Presença comercial no exterior
Modo 4 – Movimento temporário de pessoas físicas
Módulo Aquisição:
Modo 1- Comércio Transfronteiriço
Modo 2 – Consumo no Exterior
Modo 3 – Movimento temporário de pessoas físicas.

5. Onde registrar?
O Siscoserv está disponível nos seguintes endereços eletrônicos: www.siscoserv.mdic.gov.br e www.receita.gov.br, e no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC) da Secretaria da Receita Federal do Brasil.

Para acessá-lo é necessário que a pessoa possua E-CPF e, em caso de representar uma empresa, possua uma Procuração Eletrônica. Esta pode ser efetuada em: www.receita.fazenda.gov.br

6. Quando registrar?

Serviços que passaram a ter registro obrigatório a partir de 01/08/12:

Capítulos da NBS | Descrição do Capítulo

Capítulo 1 – Serviços de construção
Capítulo 7 – Serviços postais; serviços de coleta, remessa ou entrega de documentos (exceto cartas) ou de pequenos objetos; serviços de remessas expressas
Capítulo 20 – Serviços de manutenção, reparação e instalação (exceto construção)

Serviços que passaram a ter registro obrigatório a partir de 01/10/12:

Capítulo 13 – Serviços jurídicos e contábeis
Capítulo 14 – Outros serviços profissionais
Capítulo 21 – Serviços de publicação, impressão e reprodução
Capítulo 26 – Serviços pessoais
Capítulo 3 – Fornecimento de alimentação e bebidas e serviços de hospedagem

Serviços que passam a ter registro obrigatório a partir de 01/12/12:

Capítulo 2 – Serviços de distribuição de mercadorias; serviços de despachante aduaneiro
Capítulo 10 – Serviços imobiliários
Capítulo 18 – Serviços de apoio às atividades empresariais


Os demais capítulos possuem o seguinte cronograma:
Capítulo 9 – 01/02/2013 – Serviços financeiros e relacionados; securitização de recebíveis e fomento comercial
Capítulo 15 – 01/02/2013 – Serviços de tecnologia da informação
Capítulo 4 – 01/04/2013 – Serviços de transporte de passageiros
Capítulo 5 – 01/04/2013 – Serviços de transporte de cargas
Capítulo 6 – 01/04/2013 – Serviços de apoio aos transportes
Capítulo 11 – 01/07/2013 – Arrendamento mercantil operacional, propriedade intelectual, franquias empresariais e exploração de outros direitos
Capítulo 12 – 01/07/2013 – Serviços de pesquisa e desenvolvimento
Capítulo 25 – 01/07/2013 – Serviços recreativos, culturais e desportivos
Capítulo 27 – 01/07/2013 – Cessão de direitos de propriedade intelectual
Capítulo 8 – 01/10/2013 – Serviços de transmissão e distribuição de eletricidade; serviços de distribuição de gás e água
Capítulo 17 – 01/10/2013 – Serviços de telecomunicação, difusão e fornecimento de informações
Capítulo 19 – 01/10/2013 – Serviços de apoio às atividades agropecuárias, silvicultura, pesca, aquicultura, extração mineral, eletricidade, gás e água
Capítulo 22 – 01/10/2013 – Serviços educacionais
Capítulo 23 – 01/10/2013 – Serviços relacionados à saúde humana e de assistência social
Capítulo 24 – 01/10/2013 – Serviços de tratamento, eliminação e coleta de resíduos sólidos, saneamento, remediação e serviços ambientais


7. Quem está dispensado do registro? Estão dispensadas do registro no Siscoserv, nas operações que não tenham utilizado mecanismos de apoio ao comércio exterior de serviços, de intangíveis e demais operações de que trata o art. 26 da Lei nº 12.546, de 14 de dezembro de 2011:

As pessoas jurídicas optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte – Simples Nacional e os Microempreendedores Individuais (MEI) de que trata o §1o do artigo 18-A da Lei Complementar no 123, de 14 de dezembro de 2006;

As pessoas físicas residentes no País que, em nome individual, não explorem, habitual e profissionalmente, qualquer atividade econômica de natureza civil ou comercial, com o fim especulativo de lucro, desde que não realizem operações em valor superior a US$ 30,000.00 (trinta mil dólares dos Estados Unidos da América), ou o equivalente em outra moeda, no mês.

A obrigação de registro não se estende às transações envolvendo serviços e intangíveis incorporados aos bens e mercadorias importados e exportados, registrados no Sistema Integrado de Comércio Exterior – Siscomex.

Os serviços de frete, seguro e de agentes externos, bem como demais serviços relacionados às operações de comércio exterior de bens e mercadorias, serão objeto de registro no Siscoserv, por não serem incorporados aos bens e mercadorias. 

Matriz São Paulo: